LN – “Terapia Alternativa” começou com cenas quentes entre China Suárez e Benjamín Vicuña


Iniciado “Terapia Alternativa”, a nova ficção de Star +, que conta a história de Malena (María Eugenia “China” Suárez) e Elijah (Benjamin Vicuña), um casal que busca refúgio na psicóloga Selva (Carla Peterson). Com métodos não convencionais, O terapeuta cuida desses amantes que há um ano estão traindo seus respectivos parceiros para ficarem juntos, mas eles querem se separar e não podem quebrar o círculo de atração.

Esta série concebida por Ana Katz tem 10 episódios e pode ser vista também em treze. A primeira etapa do primeiro capítulo centra-se na personagem interpretada por Carla Peterson. Na verdade, a primeira cena tem ela como protagonista. Lá esse psicólogo atípico fala diretamente para o espectador e diz: “Quem de vocês tem certeza de conhecer o seu parceiro? Quanto você sabe sobre aquela pessoa ao seu lado? Aquele homem, aquela mulher, aquele ser com quem vivem, comem, dormem, respiram, fazem sexo -às vezes-, e está sentado ou sentado diante da tela, em silêncio ”.

Carla Peterson.  Terapia alternativa

Carla Peterson. Terapia alternativa

Então, ele levanta a aposta e faz uma proposta: “Vire a cabeça, olhe, dê uma boa olhada e se pergunte duas coisas: O que você procura nessa pessoa? O que essa pessoa está procurando em você? Faça. Nada acontece. Eu te espero”.

Com o passar das cenas, Selva vai deixando de se mostrar como uma psicóloga resplandecente para uma mulher com suas angústias, incertezas e vulnerabilidades na superfície.

Benjamín Vicuña e China Suárez, em Terapia Alternativa

Benjamín Vicuña e China Suárez, em Terapia Alternativa

Depois de apresentar esse personagem, a série enfoca o casal China Suárez e Benjamín Vicuña, e o faz por mostrar, praticamente desde os primeiros segundos, a química entre eles com cenas quentes, principalmente duas: uma em que fazem sexo e a outra em que ela lhe envia um vídeo nu no chuveiro e ele o assiste no trabalho.

O condimento: Na hora de filmar as cenas de “Terapia Alternativa”, China e Vicuña formavam um casal, mas pouco antes de a série ser lançada, anunciaram sua separação.

Enfim, além do sexual, eles são vistos conectados em todos os momentos, também por humor e grande cumplicidade. Assim, os personagens acham tão difícil se separarem a ponto de recorrerem a essa terapia não convencional para consegui-la. “Não podemos fazer isso sozinhos, tentamos reincidir. Somos como dois alcoólatras ”, Ela explica a Selva, a quem é apresentada como “o guru do amor”.



Publicado en el diario La Nación

(Visitado 1 veces, 1 visitas hoy)