LN – Real Madrid, campeão: goleou o Espanyol e garantiu o título da Liga espanhola



À espera de inverter a série com o Manchester City na revanche desta quarta-feira pelas meias-finais da Liga dos Campeões, o estádio Santiago Bernabéu já fez festa este sábado com Real Madrid, que campeão da Liga de Espanha foi consagrado. Ele goleou por 4 a 0 no Espanhol, pela 34ª rodada, e garantiu o título com três jogos ainda pela frente. O tenista Rafael Nadal foi o responsável por dar o chamado “início de honra”, sob uma ovação que desceu de todas as arquibancadas.

O Real Madrid adicionou o seu número 35 da Liga, o segundo em três anos e o quarto na última década, equilibrando a superioridade do Barcelona no último período. É um troféu cimentado no grande início de temporada, onde logo tirou grandes vantagens no topo, e na confirmação de um estilo acima de nomes após a saída do capitão e emblema Sergio Ramos, atualmente no PSG, equipe que Além disso, o espanhol eliminado da Liga dos Campeões.

Precisando fazer 3 a 4 no jogo de ida no Etihad Stadium, O Real Madrid reservou algumas peças no duelo pela Liga: Karim Benzema, Vinicius Junior, Toni Kross, Dani Carvajal, Federico Valverde e Isco, entre outros, largaram do banco. Em vez de, Marcelo comemorou como titular e capitão sua entrada na história do time merengue como o jogador com mais títulos do clube: 24.

Aos 12 minutos houve um aviso do Real: um cabeceamento de Mariano Díaz Mejía, entre dois rivais que o marcavam, bateu em um poste. Casemiro veio por trás de surpresa e o ajudou da mesma forma. E aos 33 o placar foi aberto, com Rodrygo resolvendo com um cruzamento inatingível para o goleiro Diego López, após uma boa assistência de Marcelo, que surpreendeu a defesa com uma jogada brusca na entrada da área.

O primeiro gol de Rodrygo (1-0)

Aos 43 veio a dobradinha do brasileiro por 2 a 0: Díaz Mejía pressionou no início venezuelano Yangel Herrera, Rodrygo roubou a bolaenfrentou a área e definiu entre as pernas de Sergi Gómez e o outro taco.

Segundo golo de Rodrygo (2-0)

No segundo tempo, o Real Madrid ampliou a diferença para 10 minutos. Marco Asensio entrou na área com a bola dominada após um rápido contra-ataque em que os locais foram a maioria numérica. Assistência de Eduardo Camavinga, número 11 definido antes da saída do goleiro. Foi 3 a 0.

O terceiro do Real Madrid (Asensio)

A partir daí, de olho no jogo com o Manchester City, Luka Modric e Casemiro descansaram. O DT Carlo Ancelotti mandou Benzema, Kroos e Isco para o campo, que aos 26 marcou, mas seu grito foi interrompido pelo VAR, julgando que Rodrygo, em posição avançada, impediu López. A peça teve Benzema e Isco como protagonistas exclusivos.

A nove minutos do final, o atacante francês fez o que faz de melhor: converter. Como se não pudesse errar o gol na festa. Ele chegou a 26 na liga atual em pichichi, que combinou com Vinicius Junior, que havia entrado seis minutos antes por Rodrygo. Os 9 marcaram o passe para o brasileiro com uma mudança de ritmo dentro da área e houve a bola que Benzema acertou para bater o goleiro da zaga.

Quarto golo do Real Madrid (Benzema)

O Espanyol levantou-se gabando-se de ser o time que levou o Real Madrid invicto nesta temporada e disputou o controle de bola, mas foi desanimador. Em casa, no dia 3 de outubro, os catalães venceram por 2 a 1. Depois vieram as outras duas quedas para os merengues, contra Getafe (0-1) e Barcelona (0-4). A vingança veio com o título.

Classificação para as copas internacionais

Ao final da temporada, os 4 primeiros da classificação se classificam para a Liga dos Campeões 2021/2022. O quinto disputará a Liga Europa e o sexto ocupará uma das cotas para disputar as oitavas de final da nova Liga Europa Conference. Os três últimos serão rebaixados para a segunda divisão.

O Atlético de Madrid foi o último campeão da Liga espanhola e está no pódio dos campeões com 11, embora esteja muito atrás das conquistas do Real Madrid (34) e do Barcelona (26).




Publicado en el diario La Nación

(Visitado 1 veces, 1 visitas hoy)