LN – O MAIS RECENTE: Ucrânia relata ataques russos à rede ferroviária



Kiev, Ucrânia – Os militares russos realizaram vários ataques à infraestrutura ferroviária do país, disseram autoridades ucranianas nesta segunda-feira.

Um míssil russo atingiu uma instalação ferroviária em Krasne, cerca de 40 quilômetros a leste de Lviv, na manhã de segunda-feira, causando um incêndio, segundo o governador regional de Lviv, Maksym Kozytskyy.

Um total de cinco instalações ferroviárias no centro e oeste do país foram afetadas pelos ataques, disse Oleksandr Kamyshin, diretor da agência estatal Caminhos de Ferro Ucranianos. Os ataques atrasaram pelo menos 16 trens de passageiros.

A princípio não havia informações sobre os danos causados ​​pelos ataques.

___

LONDRES – A decisão do Kremlin de sitiar a usina siderúrgica Azovstal de Mariupol significa que muitas unidades russas terão que permanecer na cidade e não podem se mudar para outras partes da Ucrânia, disseram autoridades de defesa britânicas nesta segunda-feira.

Em um relatório de inteligência publicado pela manhã, o Ministério da Defesa britânico observa que a defesa ucraniana em Mariupol “esgotou muitas unidades russas e reduziu sua eficácia de combate”.

A Rússia fez “pequenos progressos” em seu esforço para ocupar toda a região de Donbass, no leste da Ucrânia, e não conseguiu fazer “progressos significativos” em uma ofensiva prejudicada por problemas de abastecimento, acrescentou o ministério.

As autoridades de defesa russas propuseram que os pagamentos de indenização a famílias de militares sejam supervisionados pelos militares, em vez de autoridades civis, acrescentou o ministério, descrevendo a proposta como um provável esforço para esconder do público “a extensão das perdas reais russas”.

___

Perto da fronteira entre a Ucrânia e a Polônia – o secretário de Estado dos EUA, Antony Blinken, diz que a Rússia está falhando em seus objetivos de guerra e “a Ucrânia está tendo sucesso”.

A viagem de Blinken e do secretário de Defesa Lloyd Austin foi a visita de mais alto nível dos EUA à capital ucraniana desde que a Rússia invadiu o país no final de fevereiro.

Depois de se encontrar com o presidente ucraniano Volodymyr Zelenskyy no domingo, Blinken disse a repórteres na Polônia na segunda-feira que desde que a Rússia retirou suas tropas em torno de Kiev e no norte da Ucrânia para se concentrar no leste de Donbas, “quando se trata dos objetivos de guerra da Rússia, a Rússia está falhando, a Ucrânia está dando certo.”

Em um vídeo da reunião divulgado posteriormente pela presidência ucraniana, Blinken elogiou a “extraordinária coragem, liderança e sucesso que tiveram em repelir essa terrível agressão russa”.

“No mundo todo, nos acostumamos a vê-lo em vídeo, mas é ótimo, é bom vê-lo pessoalmente”, disse Blinken com uma risada.

Blinken acrescentou que os diplomatas americanos que retornam ao país provavelmente começarão reativando o consulado em Lviv, no leste da Ucrânia, antes de retornar a Kiev.

Austin disse que a Ucrânia “inspirou o mundo” na guerra e que os Estados Unidos manterão seu apoio.

___

Perto da fronteira ucraniana-polonesa – Os Estados Unidos darão nova assistência militar à Ucrânia e renovarão a campanha diplomática associada à guerra, anunciaram autoridades quando o secretário de Estado e o chefe do Pentágono completaram uma viagem a Kiev.

O secretário de Estado Antony Blinken e o secretário de Defesa Lloyd Austin informaram o presidente da Ucrânia sobre um pacote de mais de US$ 300 milhões em financiamento militar estrangeiro e uma venda de US$ 165 milhões em munição.

Eles também indicaram que o presidente Joe Biden selecionaria um embaixador dos EUA na Ucrânia e que os diplomatas dos EUA que partiram antes da invasão da Rússia em fevereiro começariam a retornar ao país a partir da próxima semana.

O presidente ucraniano, Volodymyr Zelenskyy, disse que deve se reunir com dignitários americanos em Kiev no domingo, embora o governo Biden tenha se recusado a confirmar ou comentar detalhes sobre uma possível visita.

Foi a visita de mais alto nível dos EUA à capital desde que a Rússia invadiu o país no final de fevereiro.

Austin e Blinken anunciaram um total de US$ 713 milhões em financiamento militar estrangeiro para a Ucrânia e 15 nações aliadas e parceiras. Cerca de 322 milhões de dólares foram reservados para Kiev.

Autoridades disseram que o restante seria dividido entre membros da Otan e outros países que forneceram à Ucrânia suprimentos militares cruciais desde o início da guerra com a Rússia.

___

LEOPOLIS, Ucrânia – Um incêndio ocorreu em um depósito de combustível russo perto da fronteira com a Ucrânia.

A agência de notícias Tass relatou o incêndio em Bryansk na manhã de segunda-feira. O relatório russo indicava que os tanques de combustível do complexo pegaram fogo por volta das duas da manhã, hora local.

Satélites da NASA que monitoram incêndios identificaram um incêndio em coordenadas que correspondiam a uma instalação da Rosneft a cerca de 110 quilômetros ao norte da fronteira ucraniana.

As pessoas que moravam perto do armazém em chamas estavam sendo evacuadas, disse Anton Gerashchenko, conselheiro do Ministério do Interior ucraniano, segundo a agência de notícias ucraniana Unian.

Moscou acusou a Ucrânia de ataques na região russa de Bryansk, que faz fronteira com a Ucrânia.

Autoridades de segurança ucranianas negaram que Kiev tenha sido responsável por um ataque aéreo anterior a um depósito de combustível na cidade russa de Belgorod, a cerca de 60 quilômetros da fronteira.



Publicado en el diario La Nación

(Visitado 2 veces, 1 visitas hoy)