LN – NBA: a grande jogada de Facundo Campazzo e a defesa de Nikola Jokic no último segundo do Denver Nuggets vs. Foguetes Houston


PARA Pepitas de Denver ele não tinha mais nada, mas voltou à vitória. Batida por 95-94 para Foguetes Houston e agora é 5-4 neste amanhecer da temporada de NBA. O jogo deixou alguns flashes de Córdoba Facundo Campazzo, autor de 8 pontos, 2 rebotes, 2 assistências, 1 roubo e algumas ações de fantasia, típicas dela, em 18 minutos de ação. E, além disso, Denver teve a tarefa inestimável de MVP do campeonato 2020/2021, Nikola Jokic, que conseguiu um duplo-duplo: 28 pontos e 14 rebotes.

Campazzo re-iluminou a base do Nuggets por meio de talento e improvisação, como em um assistência de cinto, uma marca registrada a que ele acostumou o público, o seu público. Por algo, eles o apelidaram de “The Magician” (“The Magician”, em inglês). O líder da seleção argentina melhorou em seus arremessos de 3 pontos, com uma 40% de eficácia. Um de seus dois acertos – em cinco tentativas – foi uma bombear de muito além do perímetro, comemorado por todos.

O melhor de Campazzo contra Houston

Qualquer forma, Mídia de Denver sinaliza preocupação com o nível do Nuggets. A priori, Houston não envolvia uma oposição difícil e, no entanto, a equipe liderada por Mike Malone exigia que sua figura de destaque, Jokić, fosse totalmente usada para alcançar a vitória. A última ofensa do jogo, que poderia servir para conseguir uma margem maior no placar, terminou com um arremesso forçado, quando o cronômetro de chute estava prestes a expirar. Os nervos de Denver abriram as portas para Rockets, que estava prestes a se aproveitar deles e levar a vitória.

A bandeja de Nikola Jokic;  um bloco do sérvio quando o jogo terminou deu ao Denver a vitória sobre o Houston.

A bandeja de Nikola Jokic; um bloco do sérvio quando o jogo terminou deu ao Denver a vitória sobre o Houston. (GARRETT ELLWOOD /)

Denver deve a Jokic sua quinta vitória em nove jogos. UMA cubra o seu in extremis, na última jogada da partida, impediu que Houston virasse o placar para a estrada. O time de banco do Texas não acreditou na ação do gigante sérvio, que privou a franquia de seu segundo sucesso na disputa (marca de 1 a 8). Essa rolha causou euforia no estádio e os companheiros foram dar os parabéns a Jokic, o melhor da partida.

A internacionalização do Jokic que deu a vitória ao Denver

Aquela ação na cigarra fez com que em Denver as pessoas falassem sobre Jokić e apenas Jokić. O MVP tem nove datas em um nível galáctico, com progresso do seu jogo defensivo, que era o seu ponto mais fraco. A conta da franquia no Twitter perguntou, “MVP e … Jogador defensivo do ano?”

Ao talento que já era conhecido agora adiciona um rigor na marca que sofreu. Jokic pode muito bem aspirar a repetir o prêmio de MVP, agora aparentemente um jogador mais completo. E Campazzo, que entende muito bem do pivô europeu, sabe aproveitar – e tirar proveito – do seu jogo. Denver precisa de ambos. E deixe os outros se apresentarem também.




Publicado en el diario La Nación

(Visitado 1 veces, 1 visitas hoy)