LN – Inspirado pelo pai, ele montou uma proposta para cuidar da saúde e do meio ambiente: “Ter pressa não é desculpa para comer mal”


Quando ele iniciou uma mudança em sua dieta há dois anos, ele também iniciou uma nova forma de perceber o ambiente ao seu redor. Convencido de que frutas e vegetais poderiam dar-lhe tudo o que seu corpo precisava, não havia como voltar atrás. Ele passou por uma mudança física e mental que abriu seus olhos. Assim, ele começou a se sentir muito mais enérgico e satisfeito com o estilo de vida que escolheu levar. “Não se tratava apenas de comida. Quando você decide assumir a responsabilidade pela mudança que deseja no mundo, de alguma forma começam a cair as lascas de um modelo de vida que respeita o nosso corpo, mas também o meio ambiente ”.

Nascido em Rosário, Alfredo Gálvez (29) cresceu no Boulevard Oroño, importante artéria dessa cidade, na província de Santa Fé, que vai de norte a sul. Durante toda a sua infância e pré-adolescência morou com os pais e a irmã Jimena em um apartamento daquela avenida, que ele define como uma das mais belas da cidade. Frequentou a escola Maristas, que ficava a poucos quarteirões de sua casa. Lá ele conheceu muitos dos amigos que ainda estão em sua vida e com quem compartilhou sua outra paixão, o rúgbi. “Não posso estar mais grato à família que me tocou, meus pais sempre foram um grande exemplo a seguir e forjaram os valores com os quais procuro me desenvolver na vida hoje.”.

Cansados ​​da rotina, deixaram o apartamento da Recoleta e mudaram-se para o campo: “Estávamos em busca de uma vida mais plena”

Alfredo como uma criança com seu pai:

Alfredo como uma criança com seu pai: “Temos uma relação incrível”

“Tenho uma relação incrível com o meu velho”

Seu amor por frutas e vegetais começou desde muito jovem e se consolidou na juventude, quando teve a oportunidade de trabalhar ao lado do pai nos negócios da família.. Os Galvezes comercializam frutas e vegetais no Mercado de Concentração Fisherton. Mas, além do negócio, o pai de Alfredo sempre recorreu a preparações naturais à base de alimentos da natureza para ajudar no alívio de qualquer enfermidade.

“Tenho uma relação incrível com o meu velho e trabalhamos juntos 11 anos! Ele é uma pessoa com quem aprendo todos os dias e está sempre disponível para trazer à tona o que há de melhor em mim. Trabalhamos juntos há mais de uma década e sempre serei grato por tudo, absolutamente tudo que ele fez e faz pela minha família e por mim. O meu velho é uma daquelas pessoas que contagia com a sua atitude, é o primeiro a chegar e o último a partir, um líder por natureza e acima de tudo é nobre, frontal e dá a vida pela sua.”.

Portanto, dar o próximo passo em sua vida foi difícil para ela. O vínculo estreito com o pai e o tempo que eles compartilhavam no dia-a-dia faziam pender a balança para o afeto, mas a curiosidade e a vontade de realizar o próprio projeto pesavam mais. “Tenho muitas saudades dos dias de trabalho com o meu pai. Mas agradeço porque ele sempre me apoiou e principalmente com essa decisão. Poder trilhar esse caminho se deve em grande parte a ele. Minha mãe e minha irmã Jimena – minha grande confidente e com quem converso absolutamente tudo – são pessoas muito importantes na minha vida e me apoiaram desde o primeiro dia ”.

Saiu da Argentina e na Espanha conseguiu “ter tudo”, até que a realidade bateu: “Emigrar não é fácil, mas voltar é ainda mais difícil”

Hortaliças e frutas, a base da alimentação de Alfredo Gálvez e o pontapé inicial de seu próprio projeto.

Hortaliças e frutas, a base da alimentação de Alfredo Gálvez e o pontapé inicial de seu próprio projeto.

Uma ideia além do tradicional

Embora a ideia já estivesse fermentando em sua mente há muito tempo, foi tudo o que causou a pandemia que o levou a pular de sua zona de conforto. “Em 2020, quando todo esse turbilhão de pandemia e confinamento começou, e quando muitos de nós começamos a repensar alguns aspectos de nossas vidas, decidi colocar em primeiro lugar e sair daquela zona de conforto irritante e me encorajar a fazer o que realmente queria . Nós começamos em crepitar o projeto e tudo aconteceu de uma forma muito orgânica, como eu tinha imaginado. Eu tinha muita certeza que esse era o caminho certo e que ia ser uma ideia da qual eu ia gostar muito, então não havia espaço para muitas dúvidas ”.

Alfredo com as sobrinhas

Alfredo com as sobrinhas

A boa comida sempre foi um dos costumes da família. E Alfredo aprendeu esse slogan desde muito jovem. “Tive também a sorte de ter uma mãe que sempre gostou de cozinhar, por isso em casa costumamos comer comida caseira. Com ela comecei a conhecer a importância dos detalhes, da variedade de ingredientes e do cuidado no preparo das refeições. Devo um pouco do amor que tenho pela gastronomia hoje à minha mãe sem dúvida ”.

“Estar com pressa não é desculpa para comer mal”

Com a experiência de uma boa alimentação em casa e o fundo Com o que teve graças aos anos de trabalho com o pai, deu forma à ideia de poder chegar ao consumidor final de forma natural, saudável e sem alterar muito os processos alimentares. Assim, em novembro e sob o lema de Estar com pressa não é desculpa para comer mal, Alfredo abriu com o sócio o empresário Reinaldo Bacigalupo – dono de vários bares na cidade – Nato Comé Real, um negócio na esquina central de Santa Fé com Presidente Roca. Com a impressão de rápido saudável, que se baseia em opções de fast food saudáveis, a proposta gastronômica tem muito verde.

O local está localizado em uma esquina movimentada de Rosário.

O local está localizado em uma esquina movimentada de Rosário.

Embora ofereçam um cardápio à base de plantas, a proposta vai além da comida em si. Alfredo garante que eles querem inspirar uma transformação na vida das pessoas e do planeta, usando a comida como elemento primário. Propõem um tipo de alimentação consciente e equilibrada, à base de plantas, procurando oferecer aos clientes produtos de qualidade, energéticos, nutritivos, que façam bem ao corpo e ao planeta. O menu é elaborado para ser rico e saudável. O cardápio se renova em função das frutas, verduras e legumes da temporada. Por exemplo, a tigela mediterrânea tem espinafre, arroz integral, azeitonas marinadas, tomates e berinjela assada, homus, granola salgada e molho redutor de aceto. Há também torradas em pães de massa grossa de trigo integral e várias opções de escolha (destaque para banana, nibs de cacau, avelãs torradas e bala de coco).

Eles também cuidam do foco da sustentabilidade. Trabalham com mais de 90% de embalagens recicláveis ​​e / ou biodegradáveis, adotam políticas “Desperdício Zero” e, portanto, eles se comprometem a reduzir, reutilizar e reciclar. A água servida no local é gratuita e ilimitada. E para reforçar o consumo consciente, não vendem nenhum tipo de refrigerante. “Há vários anos queria empreender, desafiar-me e ter essa motivação. Temos a convicção de que nossas decisões e ações fazem a diferença e que o momento de agir é agora ”.

Compartilhe sua experiência

Se você teve uma experiência que melhorou seu bem-estar e qualidade de vida (pode ser médica, nutricional, esportiva, de viagem, sentimental, profissional ou de outra natureza) e deseja compartilhá-la nesta coluna, escreva para wellbeinglanacion @ gmail.com




Publicado en el diario La Nación

(Visitado 1 veces, 1 visitas hoy)