LN – Incidentes no Congresso. Ordenaram a prisão preventiva do único detido



A Justiça de Buenos Aires emitiu a prisão preventiva do único detento pelos incidentes ocorridos nos arredores do Congresso quinta-feira passada, quando piquetes entraram em confronto com membros da Polícia Municipal, enquanto os deputados discutiam o acordo com o FMI.

Fontes do Ministério Público da Cidade informaram que após uma audiência realizada esta manhã, o juiz de Criminal, Contravenção e Infracções nº 23, Norberto Circodeferiu o pedido do Procurador-adjunto da Unidade de Flagrância Leste, Mariano Camblongque ele atribui ao acusado, Oscar Ramón Santillán, “fazer parte de uma associação ilícita que foi protagonista e coordenou os incidentes perpetrados nas proximidades do Congresso Nacional”.

Conforme especificado, são-lhe atribuídos os seguintes crimes: agressão agravada à autoridade -porque foi cometido por uma reunião de mais de três pessoas- em relação ao pessoal da Polícia Municipal que estava de plantão naquele momento, danos agravados contra diferentes elementos que compõem o patrimônio da Cidade Autônoma de Buenos Aires, obstrução de vias públicas, sujidade de mercadorias e porte de armas não convencionais.

Como prova, a Unidade de Flagrância Leste apresentou vários depoimentos de inúmeras testemunhas dos fatos -entre os quais membros das forças de segurança-, fotografias e filmagens fornecidas pelo Órgão de Investigação Judicial do Ministério Público da Cidade, pela Polícia Municipal e também de fontes abertas, e atas e relatórios feitos por diferentes agências.

O acusado, assim, permanecerá na prisão enquanto o processo judicial for realizado.



Publicado en el diario La Nación

(Visitado 1 veces, 1 visitas hoy)