LN – Covid-19 na Venezuela: casos de coronavírus e vacinação a partir de 17 de fevereiro



A pandemia do coronavírus já se arrasta há mais de dois anos, e os países passam por realidades diferentes à medida que surgem novas mutações do vírus e avança o plano de vacinação do mundo. Neste 17 de fevereiro, na Venezuela Foram registrados 926 novos casos de pacientes com Covid-19 e 8 óbitos, conforme detalhado pelas autoridades de saúde.

À data, Venezuela acumula total de 508.968 infectados por coronavírus e 5.572 falecidos.

A Venezuela está na 79ª posição dos países com maior número de pessoas infectadas pelo coronavírus. A lista dos dez primeiros é composta da seguinte forma: Estados Unidos (79.877.411 casos), Índia (42.779.022 casos), Brasil (27.937.835 casos), França (22.068.635 casos), Reino Unido (18.499.058 casos), Rússia (14.840.502 casos), Peru (13.266.265 casos), Alemanha (13.154.541 casos), Itália (12.323.398 casos), Espanha (10.778.607 casos).

Vacinação contra Covid 19 na Venezuela a partir de 17 de fevereiro

A campanha de vacinação contra o coronavírus na Venezuela atinge um total de 36.855.489 doses aplicadas até 17 de fevereiro. Desse número, 22.157.232 pessoas receberam uma dose, enquanto 14.287.370 já receberam as duas doses. Desses valores, conclui-se que 71,41% da população recebeu a primeira vacina, enquanto 46,05% já possuem as duas doses. Além disso, 1,32% por sinal já possuem reforço.

Quanto ao nível de imunização da população, Venezuela Está na posição 103, com 36.855.489 doses aplicadas. A lista dos 10 primeiros países é composta da seguinte forma: malte (1.267.174); Chile (48.217.431); Maldivas (881.155); Islândia (843.842); Emirados Árabes Unidos (23.911.863); Bahrein (3.375.361); Portugal (24.911.099); Cingapura (13.049.391); Coreia do Sul (118.927.988); Cuba (26.212.427).

Se considerada a densidade populacional, 46,05% com duas doses mostrando Venezuela, coloque-o em 113º lugar no ranking mundial. Esta lista é encabeçada por estas nações: malte (99,99%); Maldivas (99,99%); Brunei (97,93%); Emirados Árabes Unidos (95,53%); Chile (94,02%); Portugal (89,54%); China (89,18%); Camboja (88,37%); Cuba (87,73%); Cingapura (87,15%).



Publicado en el diario La Nación

(Visitado 1 veces, 1 visitas hoy)