LN – Como uma empresa de software argentina se tornou o coração de uma cidade colombiana


Quando se diz que vivemos na era do “talento sem fronteiras”, nenhuma indústria o conhece melhor do que a tecnologia. A lacuna de profissionais qualificados se intensifica à medida que a digitalização avança e não deixa muitas opções: para responder à demanda, mais talentos precisam ser treinados, e não importa de que canto do mundo eles venham.

Tal é o caso de Veritran, empresa fundada em 2005 na Argentina e focada na criação de soluções digitais para instituições financeiras. De nascimento local, começou a se expandir pela América Latina e em 2009 chegou ao México; depois, em 2012, abriu seus escritórios em Bogotá, para atender clientes corporativos na Colômbia. Um ano depois de desembarcar naquele país, inauguraram o seu Centro de Desenvolvimento na cidade de Pereira, de onde centralizam o desenho e criação da maioria das suas soluções.

Três iniciativas ajudam você a trabalhar na Argentina em tecnologia e ganhar em dólares

A empresa – que tem escritórios no Brasil, Espanha e presença no Chile e nos Estados Unidos – continuou crescendo e em 2018 ampliou o Centro de Desenvolvimento Pereira onde hoje Conta com mais de 200 colaboradores: cerca de 40% da equipe da Veritran trabalha no polo da cidade colombiana.

De Pereira para o mundo

Pereira é um município de quase 480.000 habitantes, estrategicamente localizado no centro do país, na região conhecida como “O Triângulo Dourado da Colômbia”, formado pela três cidades principais: Bogotá, Cali e Medellín. A vila encontra-se bem no centro desse triângulo, constituindo um passo obrigatório para a ligação da população desta zona.

“Há nove anos, vários grupos de investimento que fazem parte da ProColombia percorreu a Argentina com o objetivo de atrair capital estrangeiro para promover o desenvolvimento do país. Nessa visita, ficámos a conhecer a cidade de Pereira, de todas as instituições de investimento que foram apresentadas nesse tour, a Invest in Pereira foi a que mais mostrou uma melhor articulação entre universidades, setores público e privado. Assim, esta aliança com a Invest in Pereira, a Câmara de Comércio de Pereira e a Universidade Tecnológica de Pereira foi o que nos proporcionou tudo o que precisávamos para que a nossa empresa se instalasse da melhor forma: logística, localização de escritórios e coordenação do convocam a busca de talentos”, explica Marcelo FondacaroCCO da Veritran.

Vista dos escritórios da Veritran em Pereira, Colômbia

Vista dos escritórios da Veritran em Pereira, Colômbia

Até hoje carregam nove anos trabalhando de forma constante em Pereira. Fondacaro ressalta que eles estão convencidos de que o sucesso da operação neste município se baseia no sólido vínculo que conseguiram construir com seus principais atores sociais. “Fundamentalmente com o governo local, ao qual estamos unidos por uma relação de confiança recíproca; na verdade, seu governador nos visita em todas as inaugurações e projetos que realizamos. Com uma instituição chave como a Universidade Tecnológica, com quem apostamos em conjunto na formação de profissionais que possam estar à altura dos desafios propostos pelas novas tecnologias”.

Vale esclarecer que todos a comunidade deste município os reconhece como fator de valor tanto em termos de crescimento econômico da cidade quanto no desenvolvimento dos melhores talentos.

O compromisso com o foco tecnológico

o Universidade Tecnológica de Pereira Está posicionada entre as melhores universidades do país. Seu programa de Engenharia de Sistemas possui certificação internacional e resultados muito bons nos testes nacionais que são realizados anualmente. “Da Veritran mantemos uma relação próxima com a instituição; de fato, 90% dos nossos colaboradores são graduados de lá. Além disso, colaboramos no processo de digitalização do estabelecimento, por meio do desenvolvimento do aplicativo móvel da universidade”, afirma Fondacaro.

A empresa e a universidade criaram em conjunto um viveiro de pesquisaem que os colaboradores da empresa proporcionam aos alunos conhecimentos sobre novas tecnologias e o uso de Plataforma Enterprise Low-Code, entre outros. Os graduados em Engenharia de Sistemas, pela qualidade acadêmica da instituição, são os que mais tarde poderão trabalhar não só na Veritran, mas em qualquer outra empresa.

Vista dos escritórios da Veritran em Pereira

Vista dos escritórios da Veritran em Pereira

É importante destacar que quando a empresa chegou a Pereira já existiam cursos universitários de engenharia de sistemas. Porém, A maioria dos egressos migrou em busca de oportunidades em outras cidades com maior desenvolvimento. Nesse contexto, outra estratégia foi começar a repatriar perfis com mais experiência. “Neste sentido, em conjunto com a Câmara de Comércio de Pereira, pudemos fazer contato com engenheiros que haviam migrado para outras cidades, mas que queriam retornar a Pereira por sua qualidade de vida. Ainda hoje temos colaboradores de Bogotá que optam por viver em uma cidade mais verde, com muitas montanhas e na qual, enfim, a qualidade de vida é muito melhor. Dessa forma, da Veritran somos participantes da promoção da cidade como polo tecnológico e viveiro de talentos, sendo uma geografia atrativa para múltiplas indústrias”, afirma Fondacaro.

“Tenho 76 anos. Conheço muito bem o perigo da fraude online, mas mesmo assim fui enganado”

UMA final de agosto de 2021 A Veritran recebeu um investimento de crescimento estratégico da Trivest Partners, uma empresa líder de private equity com sede em Miami nos Estados Unidos, com mais de US$ 2,4 bilhões em ativos sob gestão. Com este investimento atingiram um avaliação de US$ 225 milhões, e pretendem focar-se nas soluções digitais que os seus clientes exigem, continuando a apostar em projetos de geração de talento.

“Aqui entra em jogo a possibilidade de trabalhar globalmente, com projetos de diferentes geografias, o que implica a interação com colegas de outros mercados; algo que foi valorizado pelos talentos. Nossos colaboradores interagem entre si em todas as regiões como Estados Unidos, México, Argentina, etc., com a possibilidade de visitar outros escritórios, aprender com outros colegas, trabalhar em diferentes cidades” -explica Fondacaro-. Na projeção profissional, isso foi muito bem recebido, então vamos continuar nesse caminho.”



Publicado en el diario La Nación

(Visitado 1 veces, 1 visitas hoy)