LN – Barracas Central – Sarmiento, pela Copa da Liga: terceiro sucesso consecutivo para Guapo, que começa perdendo, mas no final vence


O Barracas Central venceu os três jogos que disputou desde que Alfredo Berti assumiu o cargo de técnico. E os três com o plus que ele começou a perder. Uma situação curiosa que dá a Guapo um duplo mérito. Nesta sexta-feira foi diante de Sarmiento, de Junín, com as anotações de Neri Bandiera e Nicolas Ferreyra (ambos dirigidos). Venceu por 2-1, pela 7ª data da Taça da Liga de 2022. Mas o mesmo já havia acontecido com Aldosivi e Rosario Central. Contra o Tiburón caíram por 0-1 e acabaram comemorando 2-1; e contra o Canalla perdeu por 0-1 e acabou comemorando em Rosário vencendo por 3-1.

Depois de um primeiro tempo com poucas emoções, quem marcou primeiro foi Sarmiento, por Javier Toledo. O centroavante acertou um cruzamento após escanteio da direita e bateu o goleiro de Guapo. Verde fez a diferença

Mas a equipe recém-promovida teve o mérito tendo empatado rapidamente, através de uma inteligente aparição de Neri Bandiera depois de um bom centro de Facundo Mater. Também de cabeça, encontrou o 1-1 entrando no poste mais distante. Brian Canderaralateral-esquerdo, foi um dos melhores jogadores locais no manejo da bola e na troca de frentes.

Sarmiento e Barracas Central jogaram no campo do Huracán, pela 7ª data da Copa da Liga 2022

Sarmiento e Barracas Central jogaram no campo do Huracán, pela 7ª data da Copa da Liga 2022 (Prensa Sarmiento/)

E o Barracas, encorajado por ser local e ter encontrado a reação para o empate, continuou pressionando e conseguiu virar o jogo: fez 2-1 aos 28 minutos Nicolás Ferreyra, com um cabeceamento após um cruzamento muito bom da esquerda por Bandiera passado o poste mais distante.

As duas equipes tiveram mais clareza para surpreender com as execuções da bola parada do que com ações elaboradas. Mas enquanto Barracas tinha mais energia para se mover coletivamente, Sarmiento desvaneceu-se em protestos, especialmente liderados por Lisandro López que estava longe de preocupar Gagliardo.

melhor da partida

Federico Andueza, de cabeça e após mais um lance de bola parada executado por Arismendi, acertou um cruzamento que passou muito perto do poste direito de Gagliardo. Foi a chance mais clara do visitante empatar a partida que, a cinco minutos do final, ficou com dez jogadores para o vermelho Germán Delfino mostrou Andueza, devido a um duplo aviso (a segunda uma infração em Valenzuela).

Bandiera perdeu um gol incrível no final: após um contra-ataque com superioridade numérica 3 vs. 2, o ex-Aldosivi finalizou com o pé esquerdo e mal, ao lado da trave. Para sua sorte, Barracas venceu.



Publicado en el diario La Nación

(Visitado 1 veces, 1 visitas hoy)